O pássaro da alma

14.5.12
Lembram-se do post sobre "As coisas boas da vida"?
Se não viu ou não se lembra pode ver: aqui!
Este fim-de-semana recebi um e-mail que me emocionou bastante.
A S* está à espera de bebé, mas está a ser uma gravidez muito, muito complicada. E escreveu-me a dizer o quanto este texto a ajudou e ajuda todos os dias, porque o imprimiu e o tem sempre à mão. Quando se sente em baixo pega nele, volta a lê-lo e pensa que todo o esforço por que está a passar agora vai valer a pena quando tiver o V* nos seus braços!
Tenho a certeza que sim! Que quando o V* nascer vai compensar tudo e a S* vai esquecer que passou 9 meses complicados!

E com este e-mail lembrei-me de outro livro que tenho à muito tempo. Este foi oferecido pela tia M*!
E chama-se "O pássaro da alma". Um livro que foi escrito para crianças mas que, desde então, veio a tornar-se num best-seller internacional para "todas as idades", com mais de 1.500.00 cópias vendidas em mais de 25 línguas!
O seu autor - Michal Snunit - dedicou-o aos seus 3 filhos.
Aqui fica um excerto deste livro:

No fundo, bem lá no fundo do corpo, mora a alma.
Ainda não houve quem a visse,
Mas todos sabem que ela existe.
E não só sabem que existe, 
Como também sabem o que lá tem dentro.

Dentro da alma,
Lá bem no centro,
Pousado numa pata
Está um pássaro.
E o nome do pássaro é pássaro da alma.
E ele sente tudo o que sentimos.
Quando alguém nos magoa,
o pássaro da alma agita-se para lá e para cá.
Em todos os sentidos dentro do nosso corpo, sofre muito.
Quando alguém nos ama,
O pássaro da alma dá pulinhos de contente,
para trás e para a frente, vai e vem.
Quando alguém nos chama,
O pássaro da alma pões-se logo à escuta da voz,
A fim de reconhecer que tipo de apelo é.
Quando alguém se zanga connosco,
O pássaro da alma recolhe-se dentro de si tristonho e silencioso.
E quando alguém nos abraça, o pássaro da alma
que mora no fundo, bem lá no fundo do nosso corpo,
começa a crescer a crescer,
até encher quase todo o espaço dentro de nós,
Tão bom é para ele o abraço.
Dentro do corpo, no fundo, bem lá no fundo, mora a alma.
Ainda não houve quem a visse,
Mas todos sabem que ela existe.
E ainda nunca,
Nunca veio ao mundo alguém que não tivesse alma.
Porque a alma entra dentro de nós no momento em que nascemos e não nos larga,
nem uma só vez, até ao fim da nossa vida.
Como o ar que o homem respira,
desde a hora em que nasce até à hora em que morre.
...
Agora já compreendemos que cada homem é diferente do seu semelhante
por causa do pássaro da alma que tem dentro de si.
O pássaro que em certas manhãs abre a gaveta da alegria,
e a alegria jorra dela para dentro do corpo e o dono dele fica feliz
...
Há quem o ouça muitas vezes,
Há quem o ouça raras vezes,
E há quem o ouça uma única vez na vida.
...

Espero que o seu pássaro da alma lhe abra muitas vezes a gaveta da alegria e que os seus dias sejam felizes!
E que o consiga ouvir muitas vezes ao longo da sua vida!
Beijinhos e uma óptima semana!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário